Posts Tagged ‘Dilma “Vana”’

FOLHA PUBLICA MAPA ASTRAL DE DILMA EM PRIMEIRA PÁGINA; AUTENTICIDADE É QUESTIONADA

28 de Abril de 2009

folha-copy

CRISE
Alguns dias após admitir ter publicado a ficha criminal da então jovem Dilma “Vana” Roussef sem a devida comprovação de autenticidade, o jornal Folha de São Paulo se viu novamente enredado numa crise de relações públicas ao divulgar informações potencialmente inverídicas a respeito da Ministra-Chefe da Casa Civil.

PALPITE
A peça do repórter Fabio Racd, publicada no dia 27 de abril, afirma que o mapa em questão se encontra nos anais de Golbery do Couto e Silva, o mesmo arquivo utilizado por Elio Gaspari na composição dos livros integrantes das séries “As Ilusões Armadas” e “O Sacerdote e o Feiticeiro”, uma minuciosa investigação histórica da ditadura militar brasileira. Segundo Gaspari, “não é impossível que uma evidência dessas tenha sido parte do acervo de Couto e Silva. O seu apelido de quartel era Bruxo por causa de suas inclinações místicas. Pouca gente sabe disso, mas o SNI [Serviço Nacional de Informação] guardava em suas gavetas perfis astrológicos de diversas figuras consideradas subversivas. Agora, a minha opinião é que esse mapa é fabricado uma vez que alguém de um signo de fogo com lua em aquário nunca teria tido o ímpeto de fazer as coisas que Roussef fez; ela com certeza tem a lua em escopião.”

CONSELHO
Na manhã do mesmo dia 27 a Casa Civil emitiu um comunicado público em que nega peremptoriamente a validade do mapa astral. “A hora de nascimento da Ministra-Chefe da Casa Civil é dado confidencial e não se encontra disponível em nenhum arquivo público. O documento revela a candidatura presidencial da Ministra no pleito de 2010, algo que absolutamente não esta confirmado. Ademais, a Casa Civil gostaria de lembrar todas as vivandeiras de redação que o projeto do Conselho Federal de Jornalismo não foi arquivado.”

CONCLUSÃO
Uma das reações mais virulentas ao episódio veio do filósofo e astrólogo aposentado Olavo de Carvalho. Em artigo publicado no jornal Extra, Carvalho recorre a argumentos astrológicos e escatológicos para justificar a sua posição: “Só uma degenerado com uma cloaca excretora no lugar do cérebro não consegue enxergar que esta tudo lá no mapa: o Foro de São Paulo, a candidatura de Dilma, a cura do seu câncer, o golpe que virá e até mesmo o assassinato de Lula em 2011”.

DÚVIDA
A confirmação da veracidade do mapa é difícil devido à privacidade do arquivo. Todos os documentos do SNI foram destruídos nos anos de desmonte do regime militar e ao contrário dos arquivos do DOPS [Departamento de Ordem Política e Social], aos quais é permitida a consulta pública, o mapa da Ministra-Chefe se encontraria sob a guarda dos filhos de Heitor Ferreira, secretário de Golbery. Emilio Ferreira, 95, um dos depositários do espólio, diz ter permitido a pesquisa a alguns repórteres: “não me recordo bem, mas eles vieram juntos e eram tão simpáticos! Louvaram a memória de papai e do Golbery e bateram continência, então sabia que eles não tinham intenções subversivas”.

IMPOSSIBILIDADE
Inquirido pela reportagem se o jornal teria cometido o mesmo erro duas vezes em menos de um mês, Racd, autor das reportagens, se defendeu: “Veja bem, a autenticidade da Astrologia como um todo não pode ser assegurada, bem como não pode ser descartada. O que eu posso garantir é que o mapa estava na mesma pasta “Arquivo de SP” em que se encontrava a ficha criminal de Dilma.” Questionado se havia se certificado da origem do documento, José Simão, chefe do departamento de checagem da Folha de São Paulo, afirmou apenas: “Buemba! Buemba! Vou pingar meu colírio alucinógeno. Nois sofre mas nois goza!”

DILMA ROUSSEF ACUSADA DE FINANCIAR DRENAGEM LINFÁTICA COM DINHEIRO PÚBLICO

28 de Fevereiro de 2009

dilma-beijando-chavez2

ACUSAÇÃO
A ministra Dilma “Vana” Roussef foi acusada pela organização para-guerrilheira Narcóticos Anônimos Argentinos de ter usado recursos públicos para quitar as dívidas geradas por um processo estético conhecido como “drenagem linfática”. Em vídeo divulgado na internet na noite de ontem, os usuários de drogas argentinos alegaram que “Vana” teria usado fundos originalmente destinados à drenagem das vias marginais do rio Tietê. Segundo Cristina K., presidente do comitê portenho do NAA, além do escândalo óbvio de termos uma já-candidata desviando dinheiro público, “o povo brasileiro ainda tem que render-se à humilhação de ser um dos únicos países desenvolvidos da América Latina a não contar com uma presidente do sexo frágil”.

VAZAMENTO
A Lei do Orçamento 2008 prevê o financiamento de R$ 42 milhões do Programa de Drenagem das Marginais a serem pagos pelo misterioso Ministério da Integração Nacional. Acusado pela Carta Capital de ter vazado a informação com fins a tornar mais robusta sua ambição presidencial, o evasivo ministro Geddel Vieira Lima disse “não posso negar que nada disso seja mentira, opa, verdade”. Fábio Giambiaggi, ex-presidente do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) afirmou ser tecnicamente possível a manobra contábil que permitiria o uso indevido da Lei do Orçamento. O ex-tecnocrata se surpreendeu ao ser comunicado do suposto esquema e declarou ser esse “o último golpe do fisiologismo petista: depois de aparelhar os dentes do Delúbio, eles agora querem aparelhar também a semântica”.

COLETIVA
Em entrevista coletiva na sala de estar da Casa Civil, “Vana” abriu a ocasião acusando todos os órgãos de imprensa de machismo e lembrou a todos presentes na agradável sala de estar que o projeto de lei regulando o Conselho Federal de Jornalismo está em sua gaveta e “não foi esquecido por ninguém que importe no PT”. Feita a ameaça, o porta voz da presidência, estabeleceu que questões referentes ao assassinato do prefeito Celso Daniel estavam terminantemente vetadas pois estas “drenam a energia de dona Dilma”. A ministra não esperou a primeira pergunta para esclarecer que havia sim passado por um processo de drenagem linfática e que não devia satisfações a ninguém a não ser à sua Deusa Interior (sic). Ao ouvir o início da primeira questão, Roussef interrompeu Olavo de Caravalho, jornalista d’O Globo e proferiu o que será doravante reconhecido como o momento da gênese da “Doutrina Vana”: “Não importa se o dinheiro do contribuinte seja usado para me embelezar ou para drenar a marginal Tietê. O que importa no fim do dia é o bem-estar do cidadão, e disso você pode ter certeza que eu estou cuidando. Como chefe da Casa Civil um dos meus deveres é permanecer enxuta e deixar a comida pronta para quando o patrão chegar”. A entrevista coletiva terminou a mando da ministra logo após esta consideração pois ela disse estar atrasada para servir “a cachacinha do presidente”.

CORREGEDORIA
Em carta aberta à revista “Dieta Já”, Edmar Moreira (Arena-MG), corregedor da Câmara dos Deputados e da Casa Civil criticou a imprensa brasileira por estar tentando sabotar mais uma vez a candidatura de uma candidata da direita. Na carta, o deputado do Arena também afirma que é de foro privado a destinação de recursos públicos apropriados por membros do executivo: “Se eu quero comprar banana ou, sei lá, construir um castelo, o problema é todo meu. Além do mais, eu e Dilma compartilhamos o vício insanável da cocaína, de modo que eu não me sinto no direito de botar o dedo na cara dela e enchê-la de porrada em caso de insubordinação”.

REPERCUSSÃO
Inquirido pela reportagem se a música “Burguesinha” teria sido composta em homenagem à ex-guerrilheira trotskista, o cantor Seu Jorge preferiu não responder temendo ser despejado da sua Casa Civil.