SEQÜENCIA DE FILME ‘A REDE SOCIAL’ ABORDARÁ VIDA DO COMPOSITOR BAIANO DORIVAL CAYMMI.

LOS ANGELES – Os estúdios Columbia surpreenderam a todos ao anunciar a sinopse da aguardada segunda parte do filme que narrou as origens e intrigas nos bastidores da ascensão do Facebook, a maior comunidade virtual do mundo, atualmente conectando cerca de 550 milhões de pessoas de vários países.

A seqüência não mais se concentrará na virtualidade, enfocando, ao contrário, o que há de natural e espontâneo nos sociedades costeiras do estado brasileiro da Bahia – sua sociabilidade e famigerada simpatia. As redes baianas têm o seu código aberto, costumam ser manufaturadas com algodão cultivado sem agrotóxicos ou fertilizantes e, ao contrário da sua contraparte americana, têm um efeito relaxante sobre seus usuários.

A vida de Dorival Caymmi, que até os 94 anos de idade experimentou uma vida repleta de realizações e interações com milhares de pessoas embora passasse 80% do seu dia deitado numa rede, é expressão, de acordo com a apresentação exibida aos jornalistas, de um estilo de vida que se sintoniza com o desejo contemporâneo por tudo aquilo que é orgânico.

Apesar do sucesso do filme e do site, especialistas em tecnologia observam que já é possível perceber uma ressaca da superexposição ocasionada pela ‘idade das redes sociais’. “Pela primeira vez a taxa de crescimento, isto é, de milhões de novos usuários por dia, caiu de 9 para 8,5. É o fim de uma era, sem dúvida” escreveu Cory Doctorow em artigo no jornal inglês The Guardian.

Um descontraído David Fincher, diretor da franquia, trajando um conjunto de linho branco e chapéu de palha, respondeu a todas as perguntas de forma cortês, contado casos pessoais e fazendo piadas descontraídas a respeito dos repórteres presentes. “O que nos interessa agora é revelar a todos formas diferentes de se viver, Marck Zuckerbeg foi um pioneiro, mas 70 anos antes dele viveu esse grande homem que foi Dorival. A verdadeira arte nos ensina a viver. Por isso batizarei o filme, numa lavagem, é claro, de ‘A Rede Dorival’”

A repercussão da notícia animou baianos célebres. Nizan Guanaes, em seu twitter, ufanou-se de seu estado natal: “a Bahia, como diz a minha própria música , é a terra da felicidade. Mas o mais interessante dessa história toda é que aqui já operamos uma fusão do Facebook e do LinkedIn muito antes dos dois existirem. Sabemos fazer negócio dando risada. A @OAS e a @Odebrecht têm um faturamento maior do que todas as outras empreiteiras brasileiras somadas. Bahia, estado do futuro!!!! Se nós conseguimos construir o aeroporto de Miami, conseguiremos reinventar as redes sociais. Só espero que o Chiclete com Banana não participe da trilha sonora.”

A repercussão entre os cariocas, acostumados a ser o centro das atenções internacionais, contudo, não foi das mais calorosas. Oskar Metsavath, estilista da marca Osklen, declarou sua oposição em entrevista à Ipanema TV: “Lifestyle Rio United Kingdom of Ipanema lifestyle açaí brazilian soul Rio, lifestyle lifestyle more Rio lifestyle.”

Anúncios

Etiquetas:

2 Respostas to “SEQÜENCIA DE FILME ‘A REDE SOCIAL’ ABORDARÁ VIDA DO COMPOSITOR BAIANO DORIVAL CAYMMI.”

  1. Vera Says:

    Interessante o jogo de acepções da palavra rede! Sou mais a rede de dormir, de algodão orgânico, tão bem aproveitada pelo grande Caymmi. Azar dos cariocas que não apreciam o que é bom, como bem sabem os nordestinos.

  2. Juju Says:

    Gostei do polêmicas “personalidades” de e do que cada mosaico delas traz para o texto! uma babado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: